Se o meu Fusca falasse

se-o-meu-fusca-falasseHá vários meses quis assistir este filme e hoje, no meu primeiro dia de férias, finalmente pude fazê-lo. Guardava algumas lembranças de quando assistir, na infância, mas não sei se este pode ser considerado um clássico da Sessão da Tarde (se não me falha a memória, ele passava no Cinema em Casa, no SBT). Os filmes dos anos 60, na verdade, já eram pouco populares nos anos 90, então é possível que a nossa geração (nascidos circa 1986) tenha sido a última a assistir este simpático filme em sua versão original.

Um remake foi feito em meados dos anos 90, além de uma continuação com a já decadente Lindsay Lohan no papel principal (não, ela não interpretava o Fusca), mas apesar de eu não ter assistido nem um nem outro, imagino que tenham sido um fracasso.

O filme tem uma pegada bem cartunesca, parecendo, às vezes, um longa metragem da Corrida Maluca, com todos os clichês possíveis, mas funciona muito bem para um filme infantil. Conta a história de um piloto de corridas fracassado que acaba meio acidentalmente comprando o fusca Herbie, sem saber que ele tinha “vida”. Ao competir com Herbie, o piloto passa a vencer várias corridas seguidas, e apenas seu amigo, Tennessee, sabe do segredo do carro. And let the cliches begin.

Admito que depois de um ponto eu já tinha matado a saudade e queria somente que o filme acabasse logo, mas ainda assim, recomendo aos saudosistas.

(IMDb)

Anúncios

Marcado:, , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: