A Outra Face

a-outra-faceCompletando a sessão dupla John Travolta de ontem, assistimos este clássico dos anos 90 dirigido pelo John Woo, antes que este cometesse Missão: Impossível 2. (Filme ruim como aquele não se faz, não se dirige, não se realiza. Se comete, como homicídios, crimes, atrocidades etc.)

Não sei como foi a repercussão na época, e admito que nunca tinha assistido este filme do início ao fim, mas a ideia de trocar de rosto, no cinema, não tem nada de novo, inclusive já comentei aqui há um tempo sobre o filme francês Olhos Sem Rosto, de 1960, onde um médico, para devolver à sua filha que sofreu queimaduras graves, mata moças com as mesmas características físicas para usar seus rostos num experimento de transplante facial. Claro que em A Outra Face, feito quase 40 anos depois, foi possível obter resultados muito mais convincentes, mas no que diz respeito à tensão gerada pela cena, o filme francês ganha.

Contando a história de um policial (Travolta) que perde o filho ao serem atingidos por um tiro endereçado apenas a ele (e sem explicar muito bem o motivo), o filme já começa com uma grande cena de ação que culmina com a captura do terrorista interpretado por Nicolas Cage (que acaba entrando em coma) e seu irmão sociopata, que é preso numa instituição de segurança máxima. O grande problema é que os terroristas armaram uma bomba em algum lugar de Los Angeles, e só eles sabem onde ela está e como desarmá-la.

Neste ponto entra o cirurgião para apresentar a moderna tecnologia de transplante facial, sugerindo que o policial faça a cirurgia para, com a aparência física do terrorista, falar com o irmão deste e descobrir detalhes da bomba.

Após a cirurgia, e dando entrada na prisão, Travolta consegue a informação que precisava, mas no meio tempo o terrorista verdadeiro acorda de seu coma, tem o rosto do policial implantado em seu rosto e mata todas as poucas pessoas que sabem da ocorrência do transplante, assumindo a vida do policial em liberdade e tornando-se herói nacional ao desarmar a bomba.

A Face Oculta é um típico filme de John Woo, com boas cenas de ação e de tiroteios, e só acaba se tornando engraçado, involuntariamente, pelo overacting dos dois atores principais, o que não chegou a ser um problema.

Para minha surpresa, acabou sendo mais agradável que o esperado a tal sessão dupla com filmes do Travolta.

(IMDb)

Anúncios

Marcado:, , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: