Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças

Durante algum tempo tive um certo preconceito com este filme, em primeiro lugar por não botar fé na carreira dramática de Jim Carrey (sou grande fã das comédias dos anos 90, mas nada me levava a crer que ele tivesse talento para papéis dramáticos) e em segundo pela incrível capacidade que este filme teve, em conjunto com Efeito Borboleta, de ser o “filme favorito” de muita gente irritante naquela época.

Não que haja qualquer semelhança com Efeito Borboleta. O filme é medíocre, ao contrário de Brilho Eterno, que revelou-se uma grata surpresa quando finalmente o assisti pela primeira vez, há uns três ou quatro anos. Ano passado convenci a Sarah a assisti-lo comigo, já que ela também relutava por não ir muito com a cara do Jim Carrey.

Como provavelmente todo mundo já viu, é meio inútil falar da trama, mas vamos lá: o filme começa com Jim Carrey e Kate Winslet se conhecendo, com alguns diálogos meio malucos onde já começamos a entender a personalidade de ambos, e então volta para o passado, onde ficamos sabendo o que aconteceu: eles eram um casal, mas o desinteresse deles um pelo outro fez com que Clementine (Winslet) se submetesse a um tratamento revolucionário que apaga todas as lembranças de uma pessoa a sua escolha, no caso, Joel (Carrey). Sabendo o que aconteceu, Joel se submete ao mesmo tratamento, e é quando entramos em sua mente e, num processo inverso à cronologia dos acontecimentos no mundo real, acompanhamos cada lembrança de Joel com Clementine, desde a mais recente, até a mais antiga. Só que, no meio do processo, Joel se arrepende e passa a tentar evitar a conclusão do tratamento.

Muitíssimo bem realizado por Michel Gondry, tendo sido escrito por Charlie Kaufman, Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças merece o sucesso que teve, sendo um filme sensível e que, provavelmente, provocará lembranças boas e ruins a todos os espectadores.

(IMDb)

Anúncios

Marcado:, , , , , , , , , , , ,

2 pensamentos sobre “Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças

  1. Cesar 02/02/2012 às 15:40 Reply

    Eric, a primeira coisa que me chama a anteção em um filme é seu nome. Neste caso – Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças, logo me veio a cabeça “Uma mente brilhante”
    e talvez por isso ja me desinteressaria pelo filme.
    Mas taí uma bom tema de pesquisa: Filmes com nomes parecidos, etc…

    • Eric R 02/02/2012 às 15:55 Reply

      é, verdade, eu nao tinha pensado nessa relação… uma relação que me intriga é de filmes com temas idênticos que sao lançados na mesma época, aconteceram vários casos nos ultimos anos…
      mas vale a pena ver esse filme, pai, é bem legal, apesar do nome ser parecido com o de um filme babaca hahaha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: