Apollo 18 – A Missão Proibida

Esse filme é estúpido, e só essa informação já deveria bastar para ficar registrado aqui o quanto o odiei.

Sabe-se lá como, oitenta e poucas horas de filmagens de uma suposta missão Apollo 18 foram encontradas, e revelam o motivo do homem nunca ter voltado à lua. O único mérito do filme é partir do princípio que o homem já pisou na lua, então, pelo menos, não vemos nenhuma teoria da conspiração sobre esse tipo de mentira da Nasa. Mas este pequeno detalhe não é capaz de esconder o tamanho da caganeira de jegue que esse filme é, mais um daquele estilão Atividade Paranormal, com câmeras ligadas 24 horas testemunhando os acontecimentos estranhos.

Dos três astronautas da missão, apenas um se parece realmente com alguém dos anos 70. Amigão, se você vai fazer um filme, ainda mais com imagens supostamente reais, ambientado em qualquer ponto do passado, por favor, tente fazer com que as pessoas pareçam pertencer àquela época.

Não vou falar mais nada pois seria perda de tempo. Assista só se estiver feliz demais e precisar ficar um pouco puto da cara, pra balancear os sentimentos.

(IMDb)

Anúncios

Marcado:, , , , , , , ,

2 pensamentos sobre “Apollo 18 – A Missão Proibida

  1. Rafael 10/07/2012 às 08:43 Reply

    O filme não é estúpido. Ele é de ficção. Estúpido seria acreditar que é filmagem da época. É uma ficção ambientada em um momento da história, assim como muitos filmes, tipo Coração Valente e O Patriota, que são ambientados na história e não são verdadeiros. Esse filme é muito bom e eu recomendo. Escrevi mais detalhes sobre ele aqui: http://fantasticocenario.com.br/2012/07/02/apollo-18/ Achei uma ficção bem legal de se assistir.

    • Eric R 10/07/2012 às 09:38 Reply

      Opa, valeu pela visita, Rafael. Li o seu post sobre o filme e já pude identificar alguns fatores para que você tivesse uma certa predisposição para gostar mais dele do que eu, como o seu interesse pelas missões Apollo desde a época de escola e o relato de ter visto um OVNI. Compartilho do seu interesse por missões espaciais, mas sou cético com relação ao segundo item.
      Dito isso, reafirmo que achei o filme uma porcaria, não por, como você bem exemplificou, ser uma ficção ambientada em um momento da história, mas por ser uma ficção ruim. Fora o fato de de ser inverossímil um astronauta desesperado para salvar sua vida preferir limitar suas possibilidades de salvação ao segurar uma câmera pra filmar o que acontece.
      Não sou contra filmes com a narrativa nesse estilo, mas é preciso que haja bom senso por parte do realizador ao utilizá-lo. A intenção de usar este recurso é “enganar” (no bom sentido) o espectador, fazê-lo acreditar que o que está vendo é real. Por isso Holocausto Canibal foi banido de diversos países na época de seu lançamento e Bruxa de Blair passou anos sendo confundido com um “documentário” por diversas pessoas. Até mesmo o primeiro Atividade Paranormal, por mais que não tenha “enganado” ninguém, foi eficiente na narrativa em primeira pessoa, pois apresentou bons motivos para ter sido feito daquele jeito.
      Outro filme que, apesar de eu não ter gostado muito, usou bem o artifício em questão, foi Cloverfield. Aquilo é verossímil, todos os dias ficamos sabendo de algum caso em que aconteceu uma confusão, alguém sacou o celular e começou a filmar tudo.
      Enfim, na época que vi o filme não julguei que valia a pena escrever mais sobre ele, mas quando tem alguém pra debater, a a análise é bem mais proveitosa.
      Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: