Ao Sul da Fronteira

Assisti ontem este documentário com a Sarah a pedido de um professor na faculdade, para alguma aula que terei nos próximos dias. Sabia do que se tratava, mas não imaginava como seria o tom adotado pelo cineasta Oliver Stone.

O filme aborda um assunto que me interessa muito, e pelo qual tenho enorme simpatia, que são os governos de esquerda da América do Sul e sua constante batalha contra o colonialismo dos países ricos e o viés golpista adotado pelos barões da mídia de seus respectivos países, e acho essa luta espetacular, vejo nosso momento na história como um divisor de águas e décadas a frente essa história será contada com imenso orgulho pelos que dela participaram.

Mas me decepcionei com este documentário pelo tom usado por Oliver Stone. Ficou com uma cara de propaganda, reforçou alguns estereótipos populistas de alguns dos governantes entrevistados e limitou-se a relatar superficialmente o papel da mídia na oposição aos governos. Além disso, um outro grande erro foi dar pouco destaque aos avanços sociais conquistados pelos governos em questão. O que o cineasta limitou-se a fazer foi entrevistar os presidentes, muitas vezes com assuntos bobos, e mostrar algumas cenas de formadores de opinião da mídia americana abusando de acusações sem sentido contra os governantes do sul do nosso continente.

(IMDb)

Anúncios

Marcado:, , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: