Star Wars: Episódio IV – Uma Nova Esperança

Já tinha a intenção de assistir a saga Star Wars com a Sarah, mas um dia desses ela estava procurando filmes com doppelgänger e a medida que eu ia lembrando de alguns, fui citando, até que lembrei de Star Wars e o conflito ideológico vivido por Anakin Skywalker nos episódios mais novos. Isso acabou funcionando como teaser, e ela acabou topando ver todos os seis filmes comigo, pacientemente.

A menos que você seja fanático pela série ou tenha 16 anos, você já aprendeu que Star Wars tem uma história rasa, repleta de arquétipos e situações previsíveis, para dizer o mínimo.

Mas quem liga pra isso? Até hoje me emociono ao ver a abertura de cada um dos filmes da série, ao acompanhar a trajetória de cada um dos personagens e ao relembrar trechos das falas, das cenas e dos “defeitos” especiais. É ruim mas é bom.

Acho desnecessário falar sobre o enredo do filme, se alguém por acaso não viu, não sou eu quem vai ficar tentando convencer ninguém a assistir. Mas Star Wars (e aí me refiro aos filmes da trilogia antiga) deveria ser visto por todo mundo, até como forma de entender o que era o cinema antes e depois desse marco. Tudo bem, pode-se dizer que foi um marco negativo, levando em consideração a quantidade de merda absurdamente popular que surgiu no cinema depois de 1977, mas independentemente de ter sido um marco positivo ou negativo, ele foi crucial para uma mudança na forma como se vendia o cinema.

Vou ficando por aqui e continuo falando sobre Star Wars nos posts dos próximos filmes.

Anúncios

Marcado:, , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: