Últimos dias

Filme “baseado” nos últimos dias de Kurt Cobain, esta obra do diretor Gus van Sant exige certa paciência, pois nada acontece. Quase a totalidade das cenas são longos takes contemplativos, com destaque no vocalista da banda em questão, Blake, cujo ator que o interpreta ficou muito bem caracterizado como um Kurt alternativo. O resto dos membros da banda em nada lembram os sobreviventes do Nirvana, e a licença poética correu solta, com direito até a uma relação homossexual entre ambos.

Não posso dizer que adorei o filme, ele é propositalmente arrastado, típico de van Sant, mas é inegável a qualidade visual do filme, o climão de velório que predomina do início até o já conhecido desfecho, com o suicídio do protagonista.

Ao mostrar o cadáver deitado no chão, uma cena decepcionante: o diretor mostrou o espírito de Kurt (aliás, Blake) saindo, nu, de seu corpo, e escalando as paredes até sumir completamente da tela. Talvez a intenção até tenha sido boa, mas garanto: ficou ridículo.

Anúncios

Marcado:, , , , , ,

2 pensamentos sobre “Últimos dias

  1. Sarah Silvestre 24/01/2011 às 22:20 Reply

    Só digo uma coisa: Gun Van Sant, you have a great taste in men, LOL JK

    • Eric R 24/01/2011 às 22:29 Reply

      OBVSLY, HE’S GAY ROFLMAO kkkk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: